Jim & Andy: The Great Beyond – Review Vulgar #1

Jim & Andy: The Great Beyond  –  Featuring A Very  Special, Contratually Obligated Mention Of Tony Clifton , ou apenas  Jim & Andy, é um recém lançado documentário dirigido por Chris Smith  que reúne filmagens dos bastidores de Man on the Moon (1999), filme sobre a trajetória do comediante experimental  Andy Kaufman , intercalado com uma sincera entrevista com Jim Carrey, que revisita o processo de transformação em Andy e também sua própria carreira como artista.

Jim & Andy

Andy Kaufman foi um dos comediantes mais caóticos da historia, seu estilo provocativo e excêntrico focava mais em deixar o publico confuso e desconfortável do que entretido, tinha uma filosofia meio chacrinha de “eu vim pra confundir, não pra explicar” que com certeza deixou muita gente incomodada na época, quando Jim Carrey foi escalado para interpreta-lo, decidiu que ia encarnar tudo isso e não ia sair do personagem até o fim das gravações, convidando inclusive uma equipe de filmagens para acompanhar o procedimento.

As filmagens dos bastidores vão gradualmente se tornando de cômicas e curiosas a constrangedoras, conforme o stress no set aumenta; mas oque realmente surpreende é que somada as entrevistas e narração o documentário se torna comovente, um relato de até aonde é possível ou aceitável entregar sua saúde mental em nome do seu oficio.

Diretor Chris Smith com Jim Carrey
Diretor Milos Forman com Jim Carrey

O Jim Carrey que conversa com a tela é muito mais melancólico e sereno do que o caricato e exagerado que fez sucesso com comedias pastelão como O Máskara e Ace Ventura.

Jim fala sobre espiritualidade, motivação, sua infância e relação com seu pai, tudo de forma muito lucida e sincera, esse lado das entrevistas ao mesmo tempo que gera um contraste com o caos que foi as gravações de Man on the Moon, cria uma harmonia com a trajetória do próprio Andy, que em sua vida pessoal buscou equilíbrio e iluminação em meio ao próprio caos que gerava com sua comedia. Mesmo que seja discutível a necessidade ou não de Jim Carrey ter levado ao limite o método, já que no final das gravações o mesmo admite ter sofrido com despersonalização, é inegável que aquela é uma das melhores interpretações de sua carreira, Jim interpretando Andy, eleva, e muito, a qualidade de Man on the Moon, e com certeza Jim nunca mais foi o mesmo após interpreta-lo.

VAN DYKE & COMPANY -- Pictured: Andy Kaufman -- Photo by: NBCU Photo Bank
Andy Kaufman  Foto: do banco de dados da NBCU

O documentário além de funcionar como um bom complemento para o filme original é um ótimo tributo ao grande artista que foi Andy Kaufman, e mais uma vez mostra o quão sensível e humano é Jim Carrey, e em uma época em que a cada dia descobrimos o quão escrotas as celebridades cultuadas de Hollywood são, é bom ser lembrado que nem todas estão podres.

Você pode assistir Jim & Andy no Netflix.

Compartilhe:
comments

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.


*